Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Private Sexshop

Blog da loja online Private Sexshop, artigos para adultos.

Blog da loja online Private Sexshop, artigos para adultos.

A volta à casa [+18] contos eróticos - 2ª parte

Continuação de...

A volta à casa [+18] contos eróticos - 1ª parte

Tavinho era um gentleman, mas muito homem na hora de dar prazer a uma dama; naquele dia ficámos mais de uma hora em brincadeiras sexuais prazerozas até escurecer e Tavinho regressou a casa no ultimo autocarro.

Depois deste dia, eu e Tavinho encontrámos na rua, trocámos uns beijos e uns amassos e ficou a promessa de no fim de semana seguinte Tavinho me visitar em minha casa no sábado de tarde e passar a noite. Durante toda a semana fui limpando a casa à noite, tratando de tudo para estar completamente livre no sábado de tarde para a visita de Tavinho e ver que aquele homem me faria desta feita.

-Finalmente sábado, 9h00 da manhã levanto-me num salto fervo água, faço café que tomo num trago, vou para banheira, abro o meu kit de banho Lure shower seduction, que desperta paixões pecaminosas e inexploradas. Saida do banho, perfumei-me com Perfume Lure com feromonas,  vesti um vestido cinza Pantera e sem nada por baixo, queria deixar Tavinho sem palavras, sem folego e sem escapatória.

 

Eram 12h00, liguei o forno onde tinha peito de peru já num pirex, com batatinhas, sopa de cebola, azeite, alho, cebola e um pouco de piri piri. Para acompanhar fiz salada com couve rouxa, alface e agrião fresco, em juliana, com molho inglês e soja. O vinho era responsabilidade de Tavinho, comecei a por a mesa, com flores frescas numa jarra, os pratos e copos de gala, velas de massagem de bambo e orquídea, era uma tarde de tudo, não queria deixar nenhum pormenor descurado. Baixei a intensidade das luzes na sala de jantar, enquanto esperava a campainha da porta e para refrescar as partes íntimas que já estavam mais que receptivas a muita acção, passei uma toalhita intimate care de aloe vera, para me sentir novamente fresca e confiante.

 

Às 13h00 em ponto tocava a campaínha da porta e o avisador do forno, fui á porta receber Tavinho com um beijo de lingua demorado e sensual, depois corri para desligar o forno, ao virar-me Tavinho estava ali atrás de mim de mochila às costas, trolei na mão, confesso que fiquei pensando que Tavinho pretendia mudar lá para casa.

Servi o almoço ainda não refeita da mala e da mochila, mas se a curiosidade era muita, a vontade de não estragar o momento era maior. Almoçamos lentamente, conversando animadamente, Tavinho elogiava a minha figura sensual, a roupa provocadora, o aroma irresistivel e eu aflita se ele tinha entendido tudo mal e estava de malas aviadas para ficar.

No fim do almoço, Tavinho ajudou a colocar a loiça na máquina, provocando-me roçando o seu membro no meu traseiro sempre que me encurralava num canto da cozinha; foi então que se desfez o mistério da mala, quando me pediu para pendurar a roupa no armário para não amarrotar, de inicio fiquei congelada sem reação, mas quando a mala se abriu soltei um grito mas de surpresa; além do fatinho de domingo a mala tinha artigos exclusivamente desportivos...uff que alívio.

Tavinho abraçou-me no quarto, beijou minha boca com aquela língua sabida, meteu a mão debaixo do vestido e percebeu que não havia nada por baixo, senão a minha paxaxa molhada de tesão. Aí eu tirei a camisa dele, desapertei o cinto e puxei as calças para baixo, agarrei o seu membro e engoli-o, deixei-o à beira de se vir, mas ele aguentou, libertou-se foi à mala e trouxe 2 skates e uns patins de 4 rodas, fiquei inicialmente desapontada, mas depois percebi quando me ordenou que coloca-se de 4 sobre os 2 skates, enquanto ele colocava os patins...eh lá que vais fazer? Relaxa respondeu, tirando da mochila um creme de massagem com aroma de cereja e começou a massajar com dedos sabedores as minhas costas, enquanto eu me perdia nas nuvens com aquela sensação deliciosa; até que senti o calor do lubrificante pjur efeito calor na minha rata, eu estava molhada para lá de muito, mas a sensação de calor e a massagem nas costas provocaram em mim um orgasmo violento mesmo sem penetração, uma sensação tão boa quanto arrebatadora. Finalmente ele colocou um preservativo lontime lover e me penetrou bem fundo, soltei um grunhido de prazer, percebendo finalmente a ideia dos skates e dos patins, pois a cada bombada do seu pénis na minha xaxa, eu era impelida para a frente, percorrendo assim quase toda a casa neste jogo de prazer sem precedentes, Tavinho é um louco tarado, pensava para comigo, mas o prazer que me proporcionava era inigualável e então naquele momento só me restava aproveitar cada segundo e cada orgasmo, vim-me umas 5 vezes nesta maratona pela casa, até que finalmente consegui que Tavinho libertasse toda aquele tesão retirando o preservativo ejaculando sobre o meu traseiro num grito de prazer em simultâneo comigo. Que bela tarde de sábado terei de repetir sem dúvida.

 

Por Maria da Purificação

picante-fetiche.jpg